Usuários On-line

Temos 1557674 visitantes e Nenhum membro online

Clube do Livro

 
assinar

Eventos

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
“Aos quinze dias do mês de julho do ano de mil novecentos e sessenta e nove, reunidas na casa do Sr. Luiz Gabriel Vaz, nesta cidade de Concórdia, do Estado de Santa Catarina, sita à Rua Marechal Deodoro sem número, os abaixo assinados para fundar o Centro Espírita Santa Cruz, foi deliberado por sugestão do Sr. Walter Penz, que fosse nomeada uma comissão entre os presentes para que esta comissão apresentasse um anteprojeto do Estatuto dentro de dez dias para o devido estudo, apreciação e posterior aprovação, sendo que esta sugestão foi aprovada por unanimidade. Em seguida foram designados para constituir a referida comissão os seguintes membros: Walter Penz, Dr. Piva e a Srta. Lourdes Sette. E como nada tinha mais a ser tratado, foi encerrada a reunião.E para constar foi lavrada a presente ata, que vai assinada por todos os presentes ....”

A Ata da Fundação do “Centro Espírita Santa Cruz”, acima reproduzida e que foi assinada por Walter Penz – servindo de secretário, Ana Negro Vaz, Lourdes Sette e Hugo Lobato Prado Lima, marcou o início de uma bela história, que neste mês de julho completa 48 anos.

Tendo como primeira presidente a Sra. Ana Negro Vaz, vice-presidente a então Srta. Lourdes Sette, secretário-geral o  Sr. Walter Penz e tesoureiro-geral o Sr. Hugo Lobato Prado Lima, nascia, em 18/07/1969, como “Centro Espírita Santa Cruz”, aquele que viria a ser mais tarde, já contando com outros colaboradores e sob a presidência de Izaltina Favassa, a nossa querida “Sociedade Espírita André Luiz”.

Das sedes provisórias modestas, alugadas ou mesmo cedidas por seus diretores, transferiu-se no ano de 1975 para a sede própria, construída com muito sacrifício por seus abnegados dirigentes e colaboradores, em terreno adquirido também com grande dificuldade, contando com expressiva doação do confrade Geime Dalla Costa, que dou ao Centro a parte do imóvel que lhe pertencia.

Lançada em terra fértil, sob os cuidados de mãos operosas e o amparo dos benfeitores espirituais, a semente vingou, cresceu, transformou-se em árvore frondosa, que oferece sua sombra ao viajor cansado e apresenta os frutos da paz e do entendimento proporcionados pelo Evangelho de Jesus, à luz da Doutrina Espírita.

Nesses 48 anos, muitas transformações: a maioria, senão todos os pioneiros já desencarnaram; novos trabalhadores se apresentaram para as tarefas na seara; a nova sede, localizada no mesmo imóvel, se apresenta confortável e com excelentes condições para o desenvolvimento das tarefas que lhe são próprias; o incentivo ao estudo permanente das Obras Básicas e complementares da Doutrina e a participação no processo de Unificação do Movimento Espírita proporcionam a segurança na prática e na vivência do Espiritismo, conforme nos legaram os Espíritos Superiores, pelas mãos de Allan Kardec.

Queremos registrar, assim, neste breve relato, a nossa gratidão a todos os que participaram e ajudaram a escrever essa história de idealismo, de esperança e de amor.

Que Jesus nos abençoe a todos!