Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/seal/public_html/templates/seal_3162/functions.php on line 205
{mosimage}A primeira edição de ´O Livro dos Espíritos´, [...] era em formato grande, in-8, com 176 páginas de texto, e apresentava o assunto distribuido em duas colunas.

Quinhentas e uma perguntas e respectivas respostas estavam contidas nas três partes em que então se dividia a obra: "Doutrina Espírita", "Leis Morais", "Esperanças e Consolações". A primeira parte tem dez capítulos; a segunda, onze; e a terceira, três. Cinco páginas eram ocupadas com interessante índice alfabético das matérias, índice que nas edições seguintes foi cancelado.

´No momento de publicá-lo - diz H. Sausse -, o Autor ficou muito embaraçado em resolver como o assinaria, se com seu nome - Hippolyte Léon Denizar Rivail, ou com seu pseudônimo. Sendo o seu nome muito conhecido do mundo científico, em virtude dos seus trabalhos anteriores, e podendo originar confusão, talvez prejudicar o êxito do empreendimento, ele adotou o alvitre de o assinar com o nome de Allan Kardec, nome que, segundo lhe revelara o guia, ele tivera ao tempo dos druidas´.

Foi assim que o surgimento de ´O Livro dos Espíritos´, fruto de revelações dos Invisíveis - observadas, comparadas e julgadas´- tornou duplamente histórica a data de 18 de abril de 1857, pois o nome Allan Kardec identificava o Missonário Máximo do Espiritismo, nascido no mundo dos homens com o livro divulgador da respectiva filosofia.

Sugestão para leitura: WANTUIL, Zêus; THIESEN, Francisco. Allan Kardec: o educador e o codificador, 2. ed. especial. FEB, 2004. Parte segunda, cap. I, item 6.

Fonte: Encarte de Reformador = Ano 124 - Nº 2.132 - Novembro de 2006